sábado, 20 de junho de 2020

Alimentar cães com chocolate: você sabe quais os malefícios?

Entre todos os alimentos que existem no mundo, o chocolate é o favorito de muitos, não apenas pelo sabor delicioso e incomparável, mas também pelos benefícios que ele pode trazer à nossa saúde, importante ao ponto que muitos médicos recomendam o consumo diário. Ainda assim, alimentar cães com chocolate não é uma boa ideia.
De fato, embora os cães experimentem o mesmo prazer que nós ao comê-lo, o chocolate é realmente um daqueles alimentos que o cachorro nunca deve consumir.
Para ajudar você a entender mais sobre os malefícios de alimentar cães com chocolate, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!


Alimentar cães com chocolate é a mesma coisa que usar veneno

Aparentemente, embora seja uma sobremesa deliciosa para o seu cão, dar-lhe chocolate é equivalente a fazê-lo consumir qualquer tipo de veneno, já que o cacau contém uma molécula chamada teobromina – substância muito semelhante à cafeína – que intoxica e traz muito dano ao cão, provando ser fatal em alguns casos.
A razão pela qual esse alimento é tão prejudicial para nossos cães, mas não para nós, reside simplesmente no fato de estarmos lidando com organismos completamente diferentes.
De fato, os seres humanos podem metabolizar a teobromina facilmente e em pouco tempo, enquanto nos cães isso não acontece, pois a decomposição e eliminação dessa molécula é extremamente difícil para o organismo.
De acordo com uma pesquisa realizada sobre a intoxicação de cães causada por chocolate, foi determinado que a teobromina, antes de ser expelida, permanece no organismo dos cães entre 17 e 18 horas, até três dias em casos extremos, levando o animal à morte.

Quais são os sintomas da intoxicação?

Se seu cão está intoxicado, há vários sintomas a serem observados para entender o que seu amiguinho precisa. Estes são os mais comuns:
  • Diarreia
  • Vômito
  • Incontinência urinaria
  • Poliúria
  • Fraqueza
Quando a intoxicação é muito mais grave, os sintomas são muito mais fortes:
  • Crises convulsivas
  • Arritmia
  • Taquicardia
  • Neuropatia
  • Tremores
A melhor maneira de ajudar seu cão depois que ele ingeriu um pouco de chocolate é o fazer vomitar, se tiver sido consumido nas duas horas passadas. Caso contrário, leve-o ao veterinário.

Qual é a quantidade de cacau que o cão pode consumir?

Em primeiro lugar, deve-se levar em consideração que, como existem diferentes tipos de raças de cães, nem todos os organismos são iguais.
Portanto, não é fácil definir a quantidade precisa de chocolate que o cão pode consumir, bem como a quantidade que pode ser prejudicial para a saúde dele.
No entanto, um fator determinante é certamente o tamanho do cão. É evidente, de fato, que cães pequenos são muito mais vulneráveis ​​que raças grandes, sendo para eles muito mais difíceis de suportar teobromina, com um consequente risco muito alto de intoxicação.
Falando nisso, vamos tentar fornecer uma pequena proporção entre a quantidade de chocolate permitida e o tamanho do cachorro:
  • Como é evidente, para um filhote que pesa menos de um quilo, será impossível digerir qualquer quantidade de cacau, mesmo que mínima, e, portanto, é aconselhável garantir que ele nunca o coma.
  • Por outro lado, os cães com peso entre 10 e 12 quilos sentirão o coração acelerar ao consumir 300 gramas de chocolate preto de baixa pureza. Se a pureza do chocolate for alta, 250 gramas podem ser suficientes para o animal morrer.
Tanto quanto é possível ver, mesmo que os cães pareçam se assemelhar a nós, existem realmente diferenças importantes às quais devemos sempre prestar muita atenção.
Em conclusão, se você é um bom dono e ama seu animal de estimação, não o deixe comer chocolate.
Gostou de saber mais sobre os malefícios de alimentar cães com chocolate? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário